×

Barroso mantém prisão de policiais por massacre do Carandiru

Capturar 2 300x206 - Barroso mantém prisão de policiais por massacre do Carandiru - o tempo jornalismo

Na decisão, Barroso rejeitou o argumento da defesa de que houve violação dos princípios do contraditório, da ampla defesa e do devido processo legal.

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso negou recurso e manteve a condenação de policiais militares pelo massacre do Carandiru. No total, 111 presos foram mortos na casa de detenção, em 2 de outubro de 1992. Ao todo, 73 policiais foram condenados pelo massacre.

A defesa dos agentes apresentou recurso extraordinário na Suprema Corte contra decisão da Quinta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ), que atendeu o Ministério Público de São Paulo (MP-SP) e restabeleceu as sentenças dos policiais envolvidos no massacre, depois da 4ª Câmara Criminal do Tribunal do Júri ter anulado os julgamentos.
 As penas chegam a mais de 600 anos de prisão. Na decisão, Barroso rejeitou o argumento da defesa de que houve violação dos princípios do contraditório, da ampla defesa e do devido processo legal.

Comentários

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio gratuito ou poste spam.

Curta Nossa Fan Page

banner whats 300x95 - Barroso mantém prisão de policiais por massacre do Carandiru - o tempo jornalismo

  • últimas notícias
  • mais lidas