×

Camacan: A 62ª CIPM Desenvolve uma ação pedagógica de prevenção ao uso de drogas e a prática da violência nas escolas

Com intuito de atuar na prevenção do uso de drogas e especialmente instruir através do instrumento da educação, a 62ª CIPM busca através do Programa Educacional de Resistência as Drogas (PROERD).

Desenvolver uma ação pedagógica de prevenção ao uso indevido de drogas e a prática da violência nas escolas, envolvendo a polícia militar, a escola, a família e a comunidade na problemática das drogas e da violência, trabalhando a auto-estima das crianças, ensinando-as a resistir às pressões que as envolvem.

Com intuito de atuar na prevenção do uso de drogas e especialmente instruir através do instrumento da educação, a 62ª CIPM busca através do Programa Educacional de Resistência as Drogas (PROERD), orientar crianças e adolescentes das escolas da sua área de atuação de forma que sejam capazes de tomar decisões saudáveis e responsáveis no que diz respeito às drogas.

A 62ª CIPM ao longo de sua história sempre atuou tendo a educação como base para uma sociedade melhor e, portanto, vê nesse programa uma oportunidade de fomentar uma política de prevenção permanente e duradoura que ao logo dos anos, sem dúvida trará resultados muito positivos.

O período de realização do curso foi compreendido entre os meses de julho a novembro 2018 e teve como público alvo os alunos do 5º Ano das Escolas: Grupo Escolar Profª Luiza Vargens, Escola Comunitária Evany Galvão, Grupo Escolar Boaventura Ribeiro, Grupo Escolar Aida Nô, Escola Semente Viva e Escola Presidente Médici todas da Rede Municipal de Ensino da cidade de Camacã, além dos alunos do 5º ano do Colégio da Aldeia Indígena Caramuru, na cidade de Pau Brasil. Assim o programa atendeu um total de 298 entre crianças e adolescentes do 5º Ano do Ensino Fundamental.

Comentários

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio gratuito ou poste spam.

  • últimas notícias
  • mais lidas