×

Pau Brasil: Mulher é presa pela PM após furtar em mercearia

Quando os comerciais começaram fazer as diligências, encontraram a ladra já no ponto de ônibus, com destino a Camacan.

A mulher tinha deixado o material furtado em sua residência e já estava de viagem.

A mercearia Requinte, localizada á rua Sávio Rosa de Assis, em Pau Brasil, teve vários produtos das suas prateleiras furtados na manhã deste sábado (9), por volta das 08:0hs, por uma mulher identificada como sendo Eliete Gonçalves dos Santos. Depois de ter afanado os produtos, a ladra, teria saído do estabelecimento sem ser notada, mas mesmo assim, populares a teria denunciado.

Em diligências uma guarnição da Polícia Militar, localizou a suspeita, já em um ponto de ônibus, pois pretendia desembarcar em Camacan, provavelmente para fugir do flagrante. Ao ser conduzida, levou os PMs até sua residencia, onde os agentes encontraram:

 

Dois neutros hidratação, seis unidades de condicionadores, sete shampoo, seis vasos de lenço umedecido, um pacote de papel higiênico, dois kg de farinha, um amônia, dezesseis frascos de óleo de cabelo, quatro acetonas, oito pacotes de fraldas, cinco pacotes de lenço umedecido, sete conjuntos de escovas contendo 2 unidades, sete caixas de cotonetes, três pacotes de bombril, cinco pacotes de sabão em pó, três talcos, oito cartelas de isqueiros cada uma contendo 12 unidades, dois desodorantes creme, um pote de escala hidratação, cinco unidades de tintura de cabelo, quatro desodorantes  rolons, dois vasos de kolene, duas peças de roupas, um pacote de absorvente, cinco unidades de leite de rosa, três caixa de algodão, um prestobarba, uma carteira de cigarro, cinco cadernos, um sabonete, além de R$ 87 reais e cinquenta centavos.

A mulher foi conduzida ao plantão da Delegacia Pública de Pau Brasil, onde foi autuada e detida. Todo material encontrado em sua residência foi apreendido.

Comentários

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio gratuito ou poste spam.

Curta Nossa Fan Page

  • últimas notícias
  • mais lidas