×

Mulher usava perfil falso para cometer estelionato sexual contra baianas

Além disso, a investigada chegou a manter contatos sexuais fraudulentos com algumas mulheres.

Foram arrecadados aparelhos celulares, computadores e documentos relacionados ao caso.

Ministério Público da Bahia (MP-BA) deflagrou uma operação na manhã desta quinta-feira (8), para reprimir crimes de estelionato e violação sexual, através de fraudes. A Operação “Perfil Falso” teve como alvo Andreza Souza Dias Souza, apontada pelo MP como mentora dos crimes praticados contra várias mulheres na Bahia.

Os crimes aconteceriam desde 2013, quando ela teria iniciado sua empreitada criminosa em Salvador. De acordo com promotores de Justiça, que conduziram a investigação, a investigada abordava mulheres por aplicativos de mensagens ou sites de encontros amorosos e se passava por pessoas do sexo masculino, utilizando imagens subtraídas de terceiros em redes sociais e até manipulando a sua voz.

Segundo o MP, ela ludibriava as vítimas a efetuar pagamentos e transferências em seu favor, que era apresentada como “sobrinha” do personagem fictício criado por ela. Além disso, a investigada chegou a manter contatos sexuais fraudulentos com algumas mulheres. Foram cumpridos um mandado de prisão preventiva de Andreza e três mandados de busca e apreensão em Santo Antônio de Jesus e Nazaré, no Recôncavo baiano, em endereços frequentados pela investigada.

Foram arrecadados aparelhos celulares, computadores e documentos relacionados ao caso. Os mandados foram expedidos pela 5ª Vara dos Feitos Criminais da Comarca de Salvador. (Bahia Notícias)

Comentários

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio gratuito ou poste spam.