×

Justiça nega pedido de análise de sanidade mental de agressor do Bolsonaro

A solicitação era para que Adélio fosse avaliado por uma banca de psiquiatras e que fosse verificada a capacidade mental do cliente.

A Justiça Federal negou nesta quarta-feira (12) o pedido de avaliação de insanidade mental de Adélio Bispo de Oliveira, que está preso por ter dado uma facada no candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL), em Juiz de Fora.

Na decisão desta quarta, o juiz da 3ª Vara Federal de Juiz de Fora, Bruno Souza Savino, salientou que não existe por enquanto “elementos que sustentem a existência de dúvida relevante e plausível sobre a rigidez mental do investigado”, conforme o texto.

A solicitação era para que Adélio fosse avaliado por uma banca de psiquiatras e que fosse verificada a capacidade mental do cliente. ( G1)

Comentários

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio gratuito ou poste spam.

  • últimas notícias
  • mais lidas