×

Diferença salarial entre mulheres e homens aumenta após 23 anos

Já a renda média de mulheres no Brasil era de R$ 1.798,72, enquanto a dos homens era de R$ 2.578,15.

A pesquisa ainda apontou que entre os 10% mais ricos do Brasil, a disparidade entre os gêneros é ainda maior

As diferenças entre os salários de mulheres e homens aumentaram nos últimos dois anos e tornaram mais distante a equiparação de renda no Brasil. A conclusão foi divulgada nesta segunda-feira (26) pela organização não-governamental Oxfam Brasil, com base nos dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio Contínua de 2016 e 2017, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Os dados revelaram que, em 2016, as mulheres ganhavam em média cerca de 72% do que ganhavam homens no Brasil. Segundo o levantamento, o índice caiu para 70% em 2017, foi a primeira vez em 23 anos. Já a renda média de mulheres no Brasil era de R$ 1.798,72, enquanto a dos homens era de R$ 2.578,15. Os dois gêneros tiveram aumento em relação a 2016. No entanto, o acréscimo dos homens foi de 5,2%, e para as mulheres foi de 2,2%.

A pesquisa ainda apontou que entre os 10% mais ricos do Brasil, a disparidade entre os gêneros é ainda maior. Os homens tiveram aumento de quase 19% em seus rendimentos, enquanto as mulheres tiveram um aumento de 3,4%.

Comentários

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio gratuito ou poste spam.

  • últimas notícias
  • mais lidas