×

Camacan: Delmo Souza é nomeado Comandante da guarda municipal

De acordo com o comandante, uma das metas prioritárias é ter uma sede própria, fardamentos, viaturas e a busca de parcerias e convênios com cursos profissionalizantes para melhor preparar os profissionais.

O Comandante Delmo Souza, a frente da Guarda desde o ano passado.

A Nomeação reforça a política de valorização do corpo efetivo da Guarda Civil Municipal, pois os mesmos terão seu superior hierárquico como norte á frente dos trabalhos a serem desenvolvidos. Delmo Souza já compunha o quadro de Comandante da Guarda Municipal, através de uma portaria e agora passa integrar a função sob o decreto de número 2.580 de 06 de março de 2018.  Quelson Araújo como SubComandante.

Com esse decreto o comando da Guarda, fará de tudo para que os membros da guarnição, sejam atuantes e promovam a segurança nos logradouros, praças e colégios, bem como melhorar o trabalho em equipe liderado pelo comandante. Ele era o Comandante adjunto desde o ano passado e, iniciou um mapeamento nos postos de serviço e notou um grande índice de faltas, sem justificativas pelos servidores, abandono de postos de serviços, bem como comportamentos que não condizem com a instituição.

Com o objetivo de aprimorar o serviço e oferecer segurança com excelência, os agentes serão valorizados. Delmo busca fazer o levantamento da situação atual da guarda e colocar em pauta, outras melhorias que precisam ser aplicadas. De acordo com ele, uma das metas prioritárias é ter uma sede própria, fardamentos, viaturas e a busca de parcerias e convênios, com cursos profissionalizantes para melhor preparação dos profissionais.

“Estamos firmando parcerias com outras guardas, a exemplo de Ilhéus e Itapetinga, para que a guarda municipal atue como operador da segurança pública em Camacan. O prefeito Oziel Bastos e o secretário de Administração Neilton Bahia, não tem medido esforços para que possamos reforçar as operações da guarnição e futuramente possamos garantir mais tranquilidade a toda população de Camacã”, informou.

Comentários

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio gratuito ou poste spam.