×

Camacan: Caminhão de madeira apreendido em Jacareci

O motorista que é proprietário da Carreta, disse que estava no pátio do Posto Rony em Itabuna, quando foi abordado por um agenciador de cargas.

A carga sairia de Camacan para a cidade de Petrópolis no estado do Rio de Janeiro. Fotos / O Tempo Jornalismo

Um caminhão Mercedes Benz, placas do Espirito Santo, carregado com aproximadamente 16 metros cúbicos de madeira nativa, extraída da Mata Atlântica, foi apreendido na tarde desta segunda-feira (3), nas dependências de uma fazenda em Jacareci. Segundo informações da Polícia Civil, o motorista estava aguardando chegar a noite para sair com a carga que estava nas dependências da Fazenda de João Lima, nas cercanias do distrito.

A denúncia partiu do Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema). O motorista que é proprietário da Carreta, disse que estava no pátio do Posto Rony em Itabuna, quando um agenciador de cargas, lhe abordou perguntando se ele aceitaria um contrato para transportar uma carga de madeira que sairia de Camacan para Petrópolis no Rio de Janeiro.

Ao aceitar o contrato, se dirigiu ao local e, quando a carga estava na carroceria da carreta, os proprietários da madeira, saíram com o intuito de pegar a nota fiscal, mas com a chegada da Polícia Civil, eles não retornaram. Ele disse ao Portal O Tempo Jornalismo que os homens afirmaram que a carga era de boa procedência, mas acredita que foi enganado.

O condutor disse em seu depoimento que em 25 anos de profissão, nunca transportou um carregamento de madeira e que o caminhão é sua única ferramenta de trabalho, é também sua casa, porque passa maior parte do seu tempo na cabine do veículo, que em sua própria residência. A carga assim como o caminhão, encontram-se apreendidos na porta da Delegacia Territorial de Camacan, para que providencias cabíveis sejam adotadas.

Comentários

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio gratuito ou poste spam.

  • últimas notícias
  • mais lidas