×

Itapitanga: Polícia investiga morte do prefeito Dorgival

A viatura policial se deslocou até o local e verificaram que a casa estava totalmente fechada e ninguém atendia.

Dernival, era prefeito de Itapitanga pela terceira vez, além de ter feito seu sucessor na eleição de 2012.

Conforme noticiado no início desta manhã, o prefeito da cidade de Itapitanga, Dernival Dias Ferreira, foi encontrado morto na manhã desta quinta-feira (15), em sua residência no centro da cidade. A guarnição da Polícia Militar foi informada, às 05:40h, por telefone, que teria ocorrido um barulho de disparo de arma  de fogo nas proximidades da casa do prefeito.

A viatura policial se deslocou até o local e verificou que a casa estava totalmente fechada e ninguém atendia. Na sequência, os policiais foram em busca da secretária do lar, que trabalhava para o prefeito para ver se conseguiam a chave, objetivando abrir a porta.
Os policiais entraram no imóvel encontraram o corpo do prefeito Dernival no quarto, em cima da cama, deitado com um ferimento no peito, possivelmente causado pelo projétil. Segundo informações ao lado do corpo, estava um revólver e não uma pistola como tinha sido dito anteriormente. O local foi preservado até a chegada do Departamento de Polícia Técnica, (DPT), por volta das 09:20h, da manhã desta quinta-feira.
A polícia trabalha com duas vertentes na investigação: a de suicídio pelos indícios encontrados no quarto do prefeito, e um possível assassinato, porém com dúvidas, pela ausência de relatos dos vizinhos sobre uma possível movimentação de veículos ou barulho no horário da ocorrência. Apenas a perícia realizada pela polícia poderá indicar o que de fato ocorreu, pois será feita a análise das impressões digitais na arma.
Dernival, era prefeito de Itapitanga pela terceira vez, além de ter feito seu sucessor na eleição de 2012, completando quatro mandatos de liderança frente a política local. É considerado por muitos como um grande prefeito com inúmeras realizações no município, mas neste atual mandato frente à crise econômica vinha enfrentando dificuldades para honrar os compromissos do município.
Por conta de seu segundo mandato, o prefeito estava sendo investigado pela Polícia Federal na Operação Vassoura de Bruxa e seria ouvido no inquérito nas próximas semanas. São muitos rumores e hipóteses, para caracterizar o que de fato aconteceu. Espera-se que a Polícia Técnica possa de fato elucidar o mais rápido possível o que ocorreu. O corpo foi levado para a perícia e deve ser liberado ainda hoje para o velório. O sepultamento deve acontecer nesta sexta, dia 16 de fevereiro.

Comentários

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio gratuito ou poste spam.