PF investiga grupo suspeito de desviar R$ 500 milhões do INSS na Bahia |

De acordo com as investigações o grupo atuava desde 2012.

Na prática eram utilizados relatórios e exames médicos falsos com o auxílio de servidores do INSS.

A Polícia Federal (PF) realiza na manhã desta segunda-feira (13) um grupo suspeito de desviar pelo menos R$ 500 milhões do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS). No total, a PF tenta cumprir nove mandados de busca e apreensão na cidade de Salvador. De acordo com as investigações o grupo atuava desde 2012. “Os envolvidos utilizavam-se de documentos falsos para darem entrada em processos de requerimento de benefícios previdenciários.

Na prática eram utilizados relatórios e exames médicos falsos com o auxílio de servidores do INSS, também envolvidos nas fraudes”, destacou a PF, em nota. Os envolvidos responderão pelos crimes de estelionato contra à Previdência Social (Art. 171 §3 e Art. 288 Código Penal), os quais preveem penas de 1 a 5 anos de reclusão e multa.

A operação, batizada de Contrafeito, conta com o apoio do Núcleo de Inteligência Previdenciária da Secretaria de Previdência do Ministério da Fazenda. Um total de 50 policiais federais e 12 servidores da previdência Social atuam na operação. (CORREIO)

Comentários

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio gratuito ou poste spam.