Irmãos Vieira Lima se irritam com articulação de ACM Neto para esvaziá-los no PMDB

Ainda segundo a publicação, o vice-prefeito de Salvador, Bruno Reis, também peemedebista, tenta ocupar o espaço dos irmãos.

A dupla acha que o democrata está por trás do movimento de enfraquecê-los dentro do partido.

O prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), tem deixado o ex-ministro Geddel Vieira Lima, preso em Brasília, e seu irmão, o deputado federal Lúcio Vieira Lima, ambos do PMDB, irritados. De acordo com a coluna Expresso, da revista Época, a dupla acha que o democrata está por trás do movimento de enfraquecê-los dentro do partido.

Ainda segundo a publicação, o vice-prefeito de Salvador, Bruno Reis, também peemedebista, tenta ocupar o espaço dos irmãos, investigados pela Polícia Federal e denunciados pelo Ministério Público Federal.

Na quinta (11), o Bahia Notícias mostrou que, realmente, há um desejo do prefeito e entre seus aliados de acabar com qualquer vínculo dos Vieira Lima com o partido. ACM Neto tem receio de, ao se candidatar a governador, precisar enfrentar o desgaste eleitoral de ter na chapa majoritária uma agremiação que tenha os irmãos. (Bahia Notícias)

Comentários

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio gratuito ou poste spam.